appb-evolucao-mensal-biocombustiveis
Biocombustíveis
Evolução mensal dos preços
dos biocombustíveis
Acompanhe aqui os valores
biodiesel-gasoleo-banner1
Biodiesel
Evolução da incorporação de
biodiesel FAME no gasóleo
Acompanhe a evolução
oleo-palme-biodiesel-banner
Óleo de Palma
Portugal não utiliza derivados
de Palma no biodiesel
Biodiesel é produzido a partir de óleos alimentares usados

Notícias

Parliament vote confirms critical role of sustainable biodiesel for the EU Climate Objectives
EBB - EUROPEAN BIODIESEL BOARD September 2022 STRASBOURG, 15 September: yesterday, the European Parliament (EP) plenary voted on its report on the revisionof the EU Renewable Energy Directive (RED III), by MEP Marcus Pieper. MEPs confirmed the role of sustainablebiodiesel...
Os biocombustíveis e a correção da injustiça
A quota de importações está a crescer através de produtos com origem na produção de óleo de palma aos quais é concedida a competitividade pelo benefício conjunto da dupla contagem e da isenção de ISP.
Hoje 13/09/2022 na RTP1, entre as 22h e as 23h30, debate sobre: “A Europa já sabe que o inverno está a caminho e vai ser gélido sem o gás russo. Estamos preparados para enfrentar o tempo frio gastando menos energia e de forma mais eficiente? É ou não é?”
Hoje na RTP1 com a Ana Lourenço e com o contributo de Paulo Carmona, Presidente da APPB - Associação Portuguesa dos Produtores de Biocombustíveis; Francisco Ferreira, Presidente da ZERO; João Pedro Gouveia, Investigador e Professor Convidado Fac. Ciências e Tecnologia...

O que fazemos

Congregamos esforços para fazer face aos desafios de um sector em crescimento, promovendo e divulgando a utilização de biocombustíveis.

Promoção do Biocombustível

Promoção e divulgação,
nomeadamente do biodiesel

Apoio a Organismos Oficiais

Face às diretivas sobre Energias
Renováveis e Créditos de Carbono

Consciencialização Ambiental

Discutindo as vantagens da
incorporação de biodiesel em gasóleo

Metas de Biocombustíveis na UE em 2021

Questões
Frequentes

Esclareça as suas dúvidas sobre os biocombustíveis e a sua utilização.
Consulte também os documentos sobre a legislação em vigor e o
mercado.

A utilização de biocombustíveis permite a redução de emissões de
gases de efeito estufa, reduz a poluição nas cidades e diminui a
dependência do país na importação de petróleo.

Os biocombustíveis podem ser classificados em dez tipos: etanol, bioetanol, biodiesel, biogás, biometanol, bioéter dimetílico, bio-ETBE (bioéter etil-ter-butílico), bio-MTBE (bioéter metil-ter-butílico), biocombustíveis sintéticos, biohidrogénio e óleo vegetal puro produzido a partir de plantas oleaginosas. Em Portugal, o biocombustível mais utilizado é o biodiesel.

O biodiesel é um combustível biodegradável proveniente de fontes renováveis. É produzido através do recurso a óleos alimentares usados, complementados com óleos vegetais virgens, como colza e soja.

Os biocombustíveis são uma alternativa ecológica com vista à redução das emissões de dióxido de carbono associadas aos transportes rodoviários. Para além disso, apresentam um menor custo benefício do que os combustíveis fósseis e são facilmente adaptáveis aos modelos atuais dos veículos.

Os biocombustíveis são ideais para melhorar o desempenho dos veículos. São energias limpas e, por isso, não desgatam tanto o motor como os combustíveis fósseis (petróleo, gás natural, carvão mineral). Consequentemente, têm uma maior durabilidade e requerem menos manutenção.

No entanto, é sempre recomendável uma revisão periódica de filtros e tanque e a verificação do lubrificante, para que não haja o risco de entupimento de filtros e surgimento de borras no motor que obstruem o seu normal funcionamento.

A Lei obriga Portugal elevar de 7% para 10% a incorporação de biocombustível, o que se reflectirá num aumento do preço de menos de 1 cêntimo/litro.

A estes valores acrescente o IVA, pelo que, no final, a factura poderá subir até 1,5 cêntimos no gasóleo.

Associados